quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Que "Coisas" são essas??

Há um dias vinha pensando em algo pra postar aqui sobre Relacionamento, principalmente porque a maioria da galera que lê o blog frequentemente, tem uma visão muito linda e radical quanto à isso.

Mas nós sabemos que muitas das vezes, mesmo vivendo com essa visão, de relacionamento à maneira de Deus, a gente pode acabar nos contradizendo em nossas atitudes.
Porque muitos de nós, dizem que esperam o tempo certo do Senhor, mas é só isso que fazem : esperar!
Existe uma diferença entre esperar e viver em expectativa. Esperar consiste no 'preocupar-se apenas com Deus" o resto, ELE FAZ!

É incrível como achamos que sabemos cuidar da nossa vida melhor do que quem a criou, porque insistimos duramente em nos ocupar com as coisas que nos satisfazem, e o pior, tratando isso como parte do Reino, e isso sinceramente, não deve deixar Deus nem um pouco contente. Entendo que é o mesmo que chamar um engenheiro pra trabalhar no projeto da sua casa e deixar ele sentado, vendo você arquitetar toda a obra. Imagina a indignação dele ao ver-nos rabiscar pra lá e pra cá, fazendo as contas erradas, contratando pessoas que não entendem nada do assunto, perdendo tempo com besteiras.... Deve ser mais ou menos assim que Deus nos vê, quando queremos que Ele fique nos assistindo administrar a vida.

Esse vídeo abaixo, é uma mensagem muito linda, que fala exatamente disso:



Olhem só o que eu estava lendo sobre o lugar em que colocamos as "coisas" da nossa vida. Li esse texto no Fora do Sistema:

Que coisa são estas “coisas”, não acha?... Chego a conclusão que o grande dilema é separar as “coisas”, afinal de contas Ele nos prometeu acrescentar todas as “coisas” se o reino Dele estivesse em primeiro lugar em nossa vida.

Quando presto atenção nas coisas começo a entender porque talvez muita gente confunde o reino com as “coisas” ou então as “coisas” com o reino, ainda não sei ao certo. De qualquer maneira não posso criticar ninguém por isso, dentre todos talvez eu seja o primeiro a cometer este tipo de confusão. As vezes quero ter as “coisas” para justificar o reino e outras vezes acredito que o reino não pode seguir adiante sem as “coisas”.

Uma coisa é certa, administrar as “coisas” dá um trabalho danado. Que atire a primeira pedra quem não vive envolto com as “coisas” na maior parte do seu tempo. Do outro lado temos um reino – que devia estar dentro de nós – para nos preocupar e cuidar. Mergulhados numa sociedade de “coisas”, via de regra, queremos então tirar o reino para fora e institucionalizá-lo, transformá-lo em “coisa” para então nos preocuparmos com ele.

Como justificativa – se é que elas cabem neste contexto – eu diria que como somos especialistas em administração de “coisas”, uma vez que fazemos isto a vida inteira, tratar o reino como mais uma delas facilita o nosso dia a dia.

O grande erro nesta nossa atitude é que perdemos a oportunidade de ter as “coisas” acrescentadas em nossa vida ao mesmo tempo que imaginamos possuir por completo um reino que nunca deve parar de ser buscado.

A beleza e o segredo estão na busca e não na administração. Mas como somos bons administradores e péssimos exploradores preferimos a zona de conforto das “coisas” aos pés e joelhos calejados da busca.


##--------------------##------------------------##------------------------##------------------------##------------------------##-----------------------##



Um comentário:

  1. Que benção!
    Precisamos viver muito mais o evangelho, do que falar ;D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...